Daniel Costa

Ganhos de Massa Muscular

O PAPEL DA CARGA NA HIPERTROFIA MUSCULAR

Por muito tempo, atribui-se à carga ou intensidade de carga um papel de grande importância na prescrição de treinamento de força (TF). De acordo com as recomendações tradicionais, cargas relativamente altas (≥ 70% de 1RM) são um pré-requisito para potencializar os ganhos de massa muscular, principalmente em indivíduos treinados (AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE, 2009; GARBER et al., 2011). Sendo assim, intervalos de cargas foram estabelecidos e o aumento na intensidade de carga se trornou mandatório como progressão de treinos voltados à hipertrofia muscular. No entanto, poucas evidências sustentam o posicionamento a favor da exclusividade de cargas altas e os mecanismos envolvidos no processo ainda não são bem estabelecidos.

Leia Mais »

HIIT e Doenças Cardiovasculares

Síndrome metabólica (SM), é o conjunto de fatores fortemente associados a doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2, são eles: obesidade abdominal, dislipidemia, hipertensão, resistência à insulina e estado pró inflamatório (Grundy et al., 2004).

Leia Mais »